Nutrição para prevenção e controle do câncer benígno do útero

Um fibromioma é uma massa ou tumor benígno localizado no útero que não é canceroso. Podem ser tão pequenos como uma ervilha ou tão grandes como uma bola de basquetebol. Cerca de 30% das mulheres com mais de 30 anos de idade têm fibromiomas. As causas dos fibromiomas não estão completamente elucidadas. No entanto, genética, desregulação hormonal e dieta inadequada parecem contribuir para o problema que pode gerar dor, hemorragias, aumento do volume abdominal, problemas nas costas, infertilidade, prisão de ventre e abortos de repetição.

No vídeo de hoje discuto o papel da nutrição na prevenção e tratamento dos fibromiomas ou miomas uterinos:

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!
Tags ,

Uso do óleo de prímula para tratamento da mastalgia (dor nas mamas)

Perguntei em uma farmácia de Portugal se tinham óleo de prímula. Disseram que não. Fui a outra, disseram que não. Achei estranho. Depois percebi que em Portugal o óleo de prímula é conhecido como óleo de Onagra, que é super fácil de encontrar. Mas quais são as propriedades deste produto?

O óleo de prímula é comum e bastante prescrito por ser rico em ácido gamalinolênico (GLA), um tipo de lipídio com propriedades antiinflamatórias. O óleo é extraído das sementes da flor de prímula, originada da América do Norte e Inglaterra.

O GLA aumenta a defesa imune, regula a ação de neurotransmissores, possui ação vasodilatadora e é bastante eficiente para o tratamento dos sintomas da tensão pré-menstrual (TPM), principalmente para redução da mastalgia (dor nos seios).

A fase lútea do ciclo menstrual é caracterizada pela liberação do óvulo de dentro do ovário. O estradiol, um dos hormônios estrogênicos, exerce ação vasodilatadora e a progesterona aumenta a permeabilidade dos vasos, facilitando a passagem de fluido para o espaço entre as células. Dependendo da quantidade de líquido acumulado nas mamas, pode surgir desconforto, sensação de peso, inchaço e dor (Nunes, Conde & Sousa, 2012). 

Entre 45 e 70% das mulheres apresentam dor localizada nos seios durante a vida reprodutiva. O GLA é a substância de primeira escolha no tratamento da mastalgia. O uso de suplementos como óleos de prímula e/ou de borragem fornecem GLA. Em geral, o efeito é muito rápido mas é comum a recomendação de uso por 4 a 6 meses, com reavaliação da sintomatologia para decisão acerca a manutenção ou não da suplementação.

No primeiro mês recomenda-se a dosagem de 1 g de óleo de onagra / prímula ou óleo de borragem. A partir do 61º dia, reduza a dose para 500 mg por dia durante os 10 dias que antecedem a menstruação. Após a menstruação a dosagem sobe novamente para 1g. Para individualização consulte um ginecologista ou converse com seu nutricionista.

Possíveis efeitos colaterais da suplementação de óleo de prímula incluem dor de cabeça, dor abdominal, vômito ou diarreia. O óleo também é contra-indicado para pessoas alérgicas às plantas da família das onagráceas. Além disso, o óleo de prímula não deve ser tomado por pessoas fazendo uso de alguns medicamentos, incluindo:  cloropromazina (Thorazine ®), tioridazina (Mellaril ®), trifluoperazina (Stelazine ®), flufenazina (Prolixin ®), porque aumentam o risco de convulsões.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!

Validação do diploma de nutrição brasileiro em Portugal

Os economistas e professores da London Business School, Andrew Scott e Lynda Gratton, relatam no livro "The 100-year life" as mudanças de paradigmas do mundo do trabalho, durante nossa vida produtiva. Temos a chance de viver mais e melhor, de sermos mais ativos por mais tempo. Com isso, durante a vida podemos desejar mudar de carreira, mudar de cidade, mudar de planos. 

É comum que durante o curso de uma vida as pessoas desejem viver novas experiências, o que contribui inclusive para a mudança de país. Hoje os profissionais cruzam fronteiras e trabalham em um ou mais lugares, se desejarem. Eu tive a grande oportunidade de trabalhar em várias cidades do Brasil, no Chile, nos Estados Unidos e agora em Portugal.

No caso específico de Portugal o nutricionista brasileiro precisa cumprir uma série de requisitos para poder atuar. O país é ótimo, seguro, limpo, as pessoas te receberão bem. Porém, é importante se pesquisar bastante e se informar para não chegar aqui e quebrar a cara. Não quero que isso aconteça com você!

Para trabalhar em Portugal como nutricionista qualquer brasileiro precisa passar primeiro pelo processo de validação do diploma. Para isso, alguns documentos são necessários:

1. Diploma do Grau de Licenciado (original);
2. Certidão de disciplinas aprovadas, com a respectiva classificação (original);
3. Certidão de programas e cargas horárias das disciplinas aprovadas (originais).

Todos estes documentos devem ser emitidos e autenticados pela Faculdade em que se formou e reconhecidos em cartório no formato apostilamento de Haia. Em Portugal estes documentos precisarão ser entregues ao departamento de nutrição de uma universidade pública. Neste momento a taxa de 430€ precisará ser paga. Posteriormente é marcada uma entrevista e uma prova. Caso seu processo seja aprovado você pagará a taxa de 344€ para emissão do diploma.

Com o diploma com equivalência em Portugal em mãos você precisará se registrar na Ordem dos Nutricionistas de Portugal (equivalente ao Conselho de nutricionistas do Brasil) e apresentar os documentos: (1) formulário de registo na Ordem;b) Cópia do bilhete de identidade ou cartão de cidadão português; (2) cópia do cartão de contribuinte (caso não possua cartão do cidadão); (3) uma fotografia original; (4) nada consta do registo criminal.

Depois, para fazer o registro de empresa ou de autônomo são necessários mais outros tantos documentos. Deu medo? Pois é, para viajar para Portugal você precisará de passagem, lugar para ficar, paciência e meses de espera até que esse processo todo seja concluído. Mas dá para se preparar para que as coisas saiam bem. O ideal é começar essa preparação 1 ano antes da mudança. Verdade! Você precisará durante este ano:

  • Revisar as matérias do curso de nutrição para passar na prova;
  • Adquirir confiança para chegar bem na entrevista;
  • Juntar dinheiro para o processo de validação de diploma;
  • Ter dinheiro para ficar em Portugal três meses enquanto o processo é analisado.

Em que eu ajudo meus clientes nutricionistas?

Fui professora universitária por mais de 10 anos e durante o período de preparação dou aulas online uma vez por semana para que você relembre a matéria. Ajudo os nutris a organizarem os estudos, converso sobre as questões burocráticas, ajuda a montar o plano de negócios e...

FORNEÇO FORMAÇÃO EM COACHING!

Sim, isso é super importante. Por que? O que acontece é que pouca gente tem grana sobrando para ficar na Europa por meses sem trabalhar. Com a formação em coaching você poderá atuar online ou presencialmente sem passar por esse tormento todo. Você poderá continuar capitalizando (ganhando dinheiro) enquanto seu processo corre. Assim você estará menos agoniado, menos estressado e com dinheiro no bolso. Isso faz TODA a diferença.

Minhas turmas são pequenas (estourando 10 alunos) para que eu possa dar toda atenção a quem está pensando em fazer essa mudança gigante na vida. Além disso, você estará em contato com outras pessoas que como você estão preparando-se para mudar? Quem sabe não virarão parceiros de negócios? Abrirão clínicas juntos? Dividirão as alegrias e vitórias com pessoas com as mesmas aspirações e sonhos?

Ou não! Saiba que se você desistir de vir para Portugal terá se aperfeiçoado muito na nutrição, terá virado coach e poderá trabalhar no Brasil ou em qualquer lugar do mundo aplicando seus conhecimentos da nutrição associados às técnicas de coaching em saúde.

IMG_4722.JPG

Para os que desejam trabalhar na área integrativa, também indico a formação online em yoga. São mais possibilidades de atuação (no Brasil, em Portugal ou onde queira).

Você só ganha!

Boa semana com muitas reflexões!

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!

Transtorno alimentar não é coisa de mulher!

Muita gente pensa que anorexia, bulimia, compulsão alimentar, síndrome do comer noturno e outros transtornos alimentares são exclusivos de mulheres. Mas a verdade é que qualquer pessoa pode desenvolver um transtorno, independente do gênero, raça, cor e idade. A genética influencia o aparecimento de transtornos alimentares, assim como traços específicos de personalidade (incluindo neuroticismo, perfeccionismo e impulsividade), além das vivências do dia a dia. Homens não estão livres disso e também podem sofrer pressão social para serem mais magros, ou mais altos, ou mais musculosos.

5291.jpg

Podem sofrer com questões relacionadas ao corpo e à alimentação, preocupar-se excessivamente, podem sentir ansiedade ao redor do alimento, ter vergonha de comer na frente dos outros, medo excessivo de engordar ou de serem rejeitado por conta do peso corporal ou da aparência. Só nos Estados Unidos os transtornos alimentares afetam aproximadamente 10 milhões de homens.

Enquanto continuarmos pensando que transtornos alimentares são coisa de mulher mais homens ficarão sem procurar ajuda, sem obter diagnóstico ou o tratamento apropriado. E sem tratamento apropriado a autoestima vai ficando cada vez mais comprometida, podendo gerar ou aumentar sentimentos de vergonha ou culpa, isolamento, depressão ou ansiedade, uso indevido de álcool ou outras drogas, pensamentos suicidas.

Quando o alimento e/ou a aparência recebem toda a atenção da pessoa, a vida torna-se insuportável. A pessoa fica sequestrada por pensamentos que impedem que tenha tempo para realizar-se em outras áreas da vida. Por isso, buscar ajuda é tão importante. Oferecer ajuda também, caso perceba que alguém próximo está por passando por dificuldades relacionadas à alimentação ou pensamentos disfuncionais em relação à estética.

Dra. Andreia Torres é Nutricionista, especialista em nutrição clínica, esportiva e funcional, mestre em nutrição humana, doutora em psicologia clínica e cultura, pós-doutora em saúde coletiva. Também possui formações no Brasil e nos Estados Unidos em Coaching e Yoga. Para contratar clique na aba consultoria no topo da página. Obrigada por visitar esta página!